Top Ad unit 728 × 90


Novidades

recent

Rick Rosner, um génio inesperado


«Não frequentou as melhores universidades, não assinou estudos pioneiros, nem é respeitado pela comunidade académica de todo o mundo. Rick Rosner, 53 anos, o candidato a homem mais inteligente do mundo, é o oposto de tudo isso: trabalhou como stripper para pagar as contas, foi porteiro e modelo nu. Agora quer derrotar o grego Evangelos Katsioulis e tornar-se imbatível nos testes de quociente de inteligência (QI).

Richard G. Rosner nasceu a 2 de Maio de 1960 em Albuquerque, no estado norte-americano de Novo México, mas cresceu em Boulder, no Colorado. Na adolescência, tinha a mania de responder a testes de QI enquanto se bronzeava no jardim de casa. Passava grande parte do tempo sozinho e era pouco popular no liceu. 

Como não percebia porque é que tinha tão poucos amigos, nem conseguia arranjar namorada, decidiu repetir o último ano quatro vezes até ficar esclarecido. Deu-se inclusivamente ao trabalho de criar identidades falsas e de forjar documentos para se inscrever em escolas de outra cidade. Estava disposto a tudo para ter amigos e, sobretudo, para arranjar uma namorada. Quando a obsessão terminou, tinha mais de 20 anos e já dançava em clubes nocturnos. Fazia qualquer biscate que lhe aparecesse para ganhar dinheiro: durante algum tempo até serviu à mesa de patins.

Hoje, Rick é casado e tem uma filha de 16 anos que está prestes a candidatar-se à Universidade de Yale. Mas continua a ter dificuldades de integração. Não tanto por causa do seu nível de inteligência, mas sobretudo devido ao hábito de passar três horas por dia a ver pornografia na Internet. Ao longo de 42 anos de vida sexual, tem-se esforçado por contabilizar todos os orgasmos que teve: segundo afirma, terão sido 16 mil. Além disso, continua a coleccionar experiências profissionais pouco ortodoxas: fez de pénis gigante num sketch do programa The Man Show, e apareceu com uma lâmpada no rabo na série Crank Yankers. Actualmente trabalha para o programa de Jimmy Kimmel, da ABC: escreve 60 piadas por dia, mas só 2%, segundo as suas contas, entram no texto lido pelo humorista no início de cada noite. 

A história de Rick Rosner inspirou o documentário One in a Million Trillion, de Errol Morris. O realizador prestou particular atenção ao elevadíssimo QI de Rosner e ao diferendo que o opôs à produção do programa Quem Quer Ser Milionário. Rosner perdeu o concurso por causa de uma pergunta cujas quatro opções de resposta estavam todas erradas. Mesmo assim, não perdeu o processo. Mais tarde, o programa Obsessed explorou o seu vício em exercício físico e o facto de tomar 70 comprimidos por dia – com esforço, consegue fazer ginástica apenas 30 vezes por semana, em vez de 50.

A sua nova mania são os testes de inteligência. Está decidido a provar que consegue ultrapassar a marca de 198 alcançada por Evangelos Katsioulis.»

Ler na Sábado e no The Daily.


Rick Rosner, um génio inesperado Reviewed by Revista 21 on 17:00 Rating: 5

Sem comentários:

");
Todos os direitos reservados por Revista 21 © 2011 - 2015
Design por Sweetheme

Formulário de Contacto

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.