Top Ad unit 728 × 90


Novidades

recent

Detinha Avelino: Tesouro do Brasil


Recebi finalmente uma chamada do meu marido a dizer-me que em dois dias estaria de regresso. Fiquei muito feliz, pois a vida de solteira já se estava a tornar chata. Ainda mais feliz fiquei quando ele me disse que traria ouro do Brasil. Estranhei a prenda, já que Portugal tem excelente ouro, mas achei melhor não dizer nada. Fiz uma visita à sex shop, comprei umas coisinhas e fui esperá-lo ao aeroporto de Lisboa, às seis da manha. Uma hora depois, avistei-o a desembarcar. Estava lindo. Corri para abraçá-lo e, na pressa, nem percebi que ao lado dele estava uma mulher. Abraços e beijos emocionados, e eis que me afasta e apresenta... a mãe. Não sei se já mencionei o facto de ter «comprado» esse marido aqui em Portugal, por isso não conhecia pessoalmente a família dele, mas uma campainha começou a soar quando ele avisou que a mãe nos visitaria por três meses. Sorri amarelo, cumprimentei a senhora e notei que os olhos dela, arregalados, percorriam a minha boca grande e vermelha, os cabelos muito louros, a saia curta, os saltos altíssimos. Sorri novamente. Tinha a certeza que era a nora que toda a sogra sonhava ter.

Chegámos a casa, eu a correr à frente para «desarmadilhar» o quarto, mas, não sei como, a velhota chegou primeiro, e acabei por lhe tirar das mãos um brinquedinho nada ortodoxo. Constrangimentos à parte, instalámos a senhora no quarto de hóspedes e eu, cheia de esperança de ainda ter uma boa noite de cama, fiquei surpreendida quando ela disse que o filho tinha de a acompanhar até adormecer, pois tinha medo de estar sozinha.

Tudo bem, ainda tinha o meu ouro para receber. Fui à procura dele, mas não o encontrei na mala. Perguntei ao meu marido e ele simplesmente disse que eu entendera mal, não era «ouro», era «tesouro do Brasil», ou seja, a mãe dele. Passada a decepção, decidi que não seria uma visitinha da sogra a estragar uma relação tão bem estruturada como a minha. Decidi tratá-la com paciência e carinho, esperando que tudo viesse a correr bem. Adormeci sozinha a pensar que realmente a esperança é a última a dormir. Pelo pouco que vi, penso que essa visita ainda vai dar muito que falar. Beijinhos a todos.

Por: Detinha Avelino
Detinha Avelino é uma escritora brasileira, residente em Lisboa. É autora dos livros eróticos «Seduzca Me» e «Pequeña Y Rara», escritos em espanhol, assim como de «Filha do Destino», sobre o qual pode encontrar mais informações aqui.

>>

Detinha Avelino: Tesouro do Brasil Reviewed by Revista 21 on 01:00 Rating: 5

1 comentário:

  1. Anónimo17 de dezembro de 2012 às 16:16

    Me gusta cómo escribes.
    Felicitaciones Dethiña.
    Besitos
    Mario Reynoso

    ResponderEliminar
Adicionar comentário
Carregar mais...

");
Todos os direitos reservados por Revista 21 © 2011 - 2015
Design por Sweetheme

Formulário de Contacto

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.