Top Ad unit 728 × 90


Novidades

recent

Juvenal: "Quatro a zero, no mínimo"


As pessoas dividem-se em dois tipos. As que percebem de futebol, as que não percebem de futebol e o Luís Freitas Lobo. As pessoas que não percebem nada de futebol dizem sempre que o resultado vai ser dois a um. Que é de pessoa que acha que «somos melhores, mas também sofremos», como os melhores, ou então o Rolando é titular. Depois há os que dizem esse resultado derivado a não conseguirem desembandeirar (em arco, ou não) a tempo quando vem o jornalista, de microfone na mão, perguntar à porta do estádio (de futebol, não o tasco ali ao pé do elevador da Glória ← dizer isto como na música dos Rádio Macau e a música ficará a tocar na cabeça o resto do dia).

Eu não. Eu tenho perfeita noção do meu desconhecimento total sobre futebol, jogadores e equipas (sei que o maior é o Sá Pinto, o segundo maior é o Ricky a par com os Flaming Lips) e, por isso, embandeiro logo (desta vez, sim, em arco), que é uma coisa à qual sou muito e muitas vezes dado, à campeão e digo «quatro a zero, no mínimo». Que é mesmo de quem não tem noção de nada mas que disfarça imenso porque as pessoas ficam a achar que eu sei alguma coisa que elas não sabem (que o Hélder Postiga se lesionou ou que o Fábio Coentrão - a maior farsa do futebol moderno - deslocou uma omoplata de tanto se atirar para o chão, uma vez que tem a escola de mergulho do Benfica). Nas poucas ocasiões em que é preciso ir mais além, é largar a bomba «e se o Paulo Bento meter o Hugo Viana no miolo, ainda levam uns seis». Um gajo que usa «miolo» é um gajo que sabe, apesar de, para a maioria das pessoas, miolo é uma coisa que só existe no pão e na sapateira (às vezes no pão e na sapateira ao mesmo tempo que é quando um gajo vai e molha o pão diretamente na sapateira) e é, portanto, um connaisseur, que é francês para «percebe bué de cenas».

Por: Juvenal, o Anormal
Juvenal, o Anormal é o irreverente autor do autoproclamado «melhor blog do universo», ao qual pode aceder aqui.

Crónica publicada na edição #11 da Revista 21
Juvenal: "Quatro a zero, no mínimo" Reviewed by Revista 21 on 01:30 Rating: 5

5 comentários:

  1. Anónimo10 de julho de 2012 às 19:50

    quem é este banana?!?!?! agora "dao" cronicas a qualquer um que saiba escrever? eu percebo que seja um artigo de opiniao mas ao menos tente ser um bocadinho imparcial ou que disfarce bem.
    neste caso o clubismo exagerado, digamos antes o anti-clubismo,que queira dizer elogiar o seu,ainda se aceita, mas denegrir outro o rival so porque sim e sem fundamento é uma falta de caracter enorme so mostra a enorme falta de qualidade jornalistica deste pais! tambem neste dias qualquer pessoa com conhecimentos é jornalista de opiniao...
    mas isto entristece me porque eu que descobri esta revista ha uns meses e gostei da qualidade dos artigos e ate recomendei a alguns e algumas colegas minhas do trabalho, mas quando se demonstra esta falta qualidade e passam pela revisao e sao publicados a propria revista fica com uma ma imagem má de falta de profissionalismo!

    comprimentos
    Isabel de Oliveira

    ResponderEliminar
  2. Anónimo10 de julho de 2012 às 23:16

    Já voltavas pro buraco de onde saiste, ó isabel de oliveira... até eu que não sou lagarto consigo perceber a ironia do texto.....

    ResponderEliminar
  3. juvenal, o anormal11 de julho de 2012 às 12:44

    :D

    ResponderEliminar
  4. Anónimo11 de julho de 2012 às 15:21

    Andas a criar ódios, André! XD

    ResponderEliminar
  5. Anónimo30 de julho de 2012 às 12:07

    querida isabel não percebes nada de futebol

    ResponderEliminar
Adicionar comentário
Carregar mais...

");
Todos os direitos reservados por Revista 21 © 2011 - 2015
Design por Sweetheme

Formulário de Contacto

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.